Hoje é Qui Jan 17, 2019 7:53 am

Todos os Horários estão como UTC - 2 horas




Criar novo tópico Responder Tópico  [ 19 Mensagens ]  Ir para a página 1, 2  Próximo
Autor Mensagem
 Assunto do Tópico: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Qui Mar 25, 2010 8:04 pm 
Offline
Novato

Data de registro: Qua Fev 24, 2010 4:46 pm
Mensagens: 3
Nelson, tenho um velamar 27 e estou na duvida em adquirir um enrolador de Genoa, pois o custo é alto. A duvida é: Coloco um enrolador para uma vela 150 % e vou rizando quando necessário? Ou compro duas velas de tamanhos diferentes com garruncho? Quais vantagens e desvantagens de cada opção?


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Sex Mar 26, 2010 3:43 pm 
Offline
Usuário primeira classe

Data de registro: Sex Mai 13, 2005 10:39 pm
Mensagens: 2825
Localização: Itaboraí, RJ
Caro Cardozo,

Meu amigo Nelson anda super ocupado. Por isso tomo a iniciativa de lhe oferecer algumas repostas iniciais. O Nelson e outros foristas certamente lhe trarão mais subsídios.

Em seu post você dizia:

> ... tenho um velamar 27 e estou na duvida em adquirir
> um enrolador de Genoa, pois o custo é alto. A duvida é:
> Coloco um enrolador para uma vela 150 % e vou rizando
> quando necessário? Ou compro duas velas de tamanhos
> diferentes com garruncho? Quais vantagens e desvantagens
> de cada opção?


Tudo o que vou dizer abaixo é opinião pessoal de quem veleja pouco mas que, por força da profissão, está em permanente contato com velejadores de cruzeiro e de regata. Eu vejo vantagens tanto no enrolador quanto nas velas de proa com garruncho e vou tentar lhe apresentar um panorama sem muito viés. Haverá, no entanto, quem lhe diga que você necessariamente deve ter um enrolador para genoa como também haverá quem diga que o equipamento é um trambolho inútil num barco de 27 pés. A verdade, como acontece amiúde, parece- me estar no meio do caminho.

O enrolador de genoa é equipamento que veio para ficar. No nosso regime de ventos fracos e médios ele pode ser uma boa resposta quando instalado num Velamar 27. Mas isso é sobretudo verdadeiro se a tripulação for pequena, destreinada, idosa ou tudo isso junto. Se você puder contar com dois proeiros medianamente habilidosos as vantagens de se usar velas de proa com mosquetões serão mais importantes do que as desvantagens. O importante é que tanto de um jeito quanto de outro você veleje de forma segura. Vejamos primeiro a opção do enrolador:

Se você optar por um enrolador terá alguns óbvios confortos. Mas a genoa terá de ser adequada para a tarefa (desenho especial) e robusta o bastante para poder trabalhar parcialmente enrolada. Precisará, também, de um "tape" de proteção solar costurado na valuma e na esteira. Isso tudo torna a vela mais cara e um tanto pesada, prejudicando o seu rendimento em vento fraco. Sucede, no entanto, que muitos cruzeiristas simplesmente ligam o motor com vento fraco. Para eles a questão do peso da genoa em vento fraco não é importante. O segundo inconveniente é que a genoa de enrolador não dispensa uma buja menor, de segurança. Pode ser uma buja de trabalho ou uma buja ainda menor (a de mau tempo ou ainda a de tempestade). A retirada da genoa de maior porte e a colocação em seu lugar da buja de mau tempo não é tarefa das mais simples. Mas a despeito disso tudo é possível que você acabe optando pelo enrolador. A Alado (http://www.alado.com, sem br) faz um enrolador que me parece apropriado para o VM27. A adriça deve ser necessariamente de cabo de Spectra. A Nautos (RS) e vários fabricantes estrangeiros também fazem enroladores. Corretamente instalados todos serão bons.

Do ponto de vista financeiro a opção do enrolador sai um tanto cara quando corretamente executada. Só que muita gente apenas adapta para o enrolador uma genoa pré-existente (em geral leve e velha) e não faz nenhuma vela de proa de menor porte. Economiza-se dinheiro mas compromete-se a segurança. Você vai ver muito barco assim rodando em nossas águas.

A alternativa por mosquetões é, de fato, "retornar ao que sempre se usou". Num 27 pés bastam-lhe três velas de proa de mosquetões: uma genoa 1 com LP de 135%, uma segunda vela de proa com área entre a genoa 3 (LP de 100%) e a buja de trabalho (LP de 75%) e uma vela de mau tempo. Certamente sai mais barato do que optar pelo enrolador de forma criteriosa (com segurança). Mas, como eu disse lá em cima, o sucesso no uso de velas de mosquetão depende muito da habilidade da tripulação.

Espero ter ajudado.

Arnaldo Paes de Andrade

_________________
Velas Cognac
33 Anos de Brasil
adrianno@openlink.com.br


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Sáb Mar 27, 2010 12:03 am 
Offline
Lobo do mar
Avatar de usuário

Data de registro: Dom Jun 03, 2007 7:23 pm
Mensagens: 156
Localização: São Paulo ou Paraty
Olá

Excelente resposta, pelo menos para mim que também tinha esta dúvida sobre vantagens de enrolador de genoa apesar de não possuir barco.

Desconfio que quem tem enrolador de genoa quase nunca abaixa ou troca a vela. Pelo menos pelo pouco que posso perceber. E sempre me perguntei como esta gente se vira sob vento forte.

[]s
Luca Bastos


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Sáb Mar 27, 2010 3:21 pm 
Offline
Usuário primeira classe

Data de registro: Sex Mai 13, 2005 10:39 pm
Mensagens: 2825
Localização: Itaboraí, RJ
LucaBastos escreveu:
Excelente resposta, pelo menos para mim que também tinha esta dúvida sobre vantagens de enrolador de genoa apesar de não possuir barco.

Desconfio que quem tem enrolador de genoa quase nunca abaixa ou troca a vela. Pelo menos pelo pouco que posso perceber. E sempre me perguntei como esta gente se vira sob vento forte.


Oi Luca,

Obrigado pelo elogio ao meu texto. A sua desconfiança é bem fundamentada. Na verdade um bom número de velejadores de cruzeiro não abaixa nem troca de genoa (de enrolador) em vento forte. As condições brasileiras promovem essa má prática porque onde quase todos velejam os ventos são fracos ou moderados. Para muitos cruzeiristas brasileiros 25 nós já é “um baita ventão”. Como se virarão, então, nessas circunstâncias e com ventos realmente mais fortes? Vejamos:

1)A esmagadora maioria, como eu disse, não abaixa nem troca de vela de proa. Limita-se a enrolar a vela toda e velejar só de vela grande. Quando a coisa aperta mesmo dizem os desse grupo que usam o motor. Na verdade empregam o verbo usar no futuro porque nunca chegaram a enfrentar ventos fortes. Nem é preciso dizer que eu não comungo com a idéia desses otimistas. Mas eles são legião.

2)Um número reduzido de cruzeiristas tem uma ou duas velas de proa de menor porte e é capaz de abaixar a genoa para em seu lugar içar uma vela pequena. Para isso devem estar estar atentos ao aumento do vento e precisam ser habilidosos. Da fato, abaixar uma genoa de foil na testa e grande área vélica não é uma tarefa nada fácil. Se os proeiros se distraem ela simplesmente “pula por cima do guarda-mancebos e vai prá água. Se ainda estiver presa pelo três punhos vira imediatamente uma gigantesca âncora de tempo que vai exigir uma tripulação de barco de pesca japonês para ser tirada da água.

3)Uma insignificante fração dos cruzeiristas tem o que, na minha opinião, é a coisa certa: “o estai largável” (“estai de proa móvel”). Para obrigar os meus pacientes leitores a ler o texto sobre estai móvel escrito pelo Philippe Gouffon (da ABVC) passo aqui apenas o link. Recomendo fortemente a leitura. Excelente texto, muito bem ilustrado. Seu único pecado é não ter feito referência a outro texto sobre o mesmo assunto que eu publiquei na coluna “Vento em Popa”, revista Mar e Mar, em 2005 (snif).

http://www.hobbys.com.br/centraldeveleiros/estai_largavel.pdf

Cordiamente,

Arnaldo Paes de Andrade

_________________
Velas Cognac
33 Anos de Brasil
adrianno@openlink.com.br


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Sáb Mar 27, 2010 5:12 pm 
Offline
Lobo do mar

Data de registro: Qui Fev 15, 2007 9:42 pm
Mensagens: 86
Olá Arnaldo, este seu último comentário me lembrou de um capítulo de um livro que li há alguns anos, não sei se você conhece ou já leu este livro, lembro que comprei após ler uma entrevista de um grande velejador, que não me lembro o nome, que dizia que este livro era fundamental para qualquer velejador que queira fazer grandes travessias ou encarar mares mais "nervosos". O nome do livro é Storm Tactics Handbook - Lin and Larry Pardey, não encontrei traduzido, não deve ter.

Todo livro é interessante, mas a parte que é relevante para nossa atual discussão vem na parte entitulada "Preparing Yourself", basicamente confirma o que o Arnaldo disse sobre os ventos da costa brasileira, acho que, com relação a este livro, não chegam a ser nem moderados, para se ter uma idéia o autor aproveita pequenas tempestadas para por em prática e treinar as métodos, as pequenas tempestades que ele utiliza para treinar tem a força do furacão Catarina que ocorreu há alguns anos.
Vou transcrever alguns pontos deste capítulo do livro.

"Charter in the Caribbean or Aegean so you get experience sailing in heavier winds. When you learn thet many people enjoy sailing where winds blow 30 knots or more every day, your concept of heavy winds will change. If you ever have a chance to visit south Africa, take a week to join one of the Durban-based sailing schools, where classes are not canceled even during the almost weekly frontal systems that blow at 45 knots or more. ... . Only forecasts of winds over 50 knots will cause classes to be confined to sailing inside the harbor."


Eu sou um dos que ainda considero ventos de 25 nós uma ventania, mas sei que isto é uma visão particular e inexperiente. Também falta capital para investir agora, mas a idéia é ter um barco completinho para enfrentar ventos mais fortes com segurança.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Sáb Mar 27, 2010 6:19 pm 
Offline
Usuário primeira classe

Data de registro: Sex Mai 13, 2005 10:39 pm
Mensagens: 2825
Localização: Itaboraí, RJ
afazzini escreveu:
Olá Arnaldo, este seu último comentário me lembrou de um capítulo de um livro que li há alguns anos, não sei se você conhece ou já leu este livro, lembro que comprei após ler uma entrevista de um grande velejador, que não me lembro o nome, que dizia que este livro era fundamental para qualquer velejador que queira fazer grandes travessias ou encarar mares mais "nervosos". O nome do livro é Storm Tactics Handbook - Lin and Larry Pardey, não encontrei traduzido, não deve ter.
Conheço o livro de citações anteriores e do próprio site dos autores. Deve ser formidável. Os Pardey são freqüentemente citados na literatura, e com razão. Têm os pés no chão e muita experiência. Se a gente pode fazer alguma restrição é que eles velejaram em barcos de desenho um pouco específico e nem tudo o que escreveram se aplica a barcos mais modernos. Mas isso é um restrição pequenina e que em nada embaça a literatura que produziram.

afazzini escreveu:
Vou transcrever alguns pontos deste capítulo do livro.

"Charter in the Caribbean or Aegean so you get experience sailing in heavier winds. When you learn thet many people enjoy sailing where winds blow 30 knots or more every day, your concept of heavy winds will change. If you ever have a chance to visit south Africa, take a week to join one of the Durban-based sailing schools, where classes are not canceled even during the almost weekly frontal systems that blow at 45 knots or more. ... . Only forecasts of winds over 50 knots will cause classes to be confined to sailing inside the harbor."
Incluo uma tradução livre:

Para ganhar experiência em ventos fortes faça charter no Caribe ou no mar Egeu. Quando você perceber que muita gente curte velejar quando o vento sopra a 30 nós ou mesmo mais, todos os dias, seu conceite de "vento forte" vai mudar.

Se porventura você tiver a oportunidade de visitar a África do Sul reserva uma semana para
frequentar uma das escolas de vela com base em Durban. Nelas as aulas não são canceladas nem mesmo durante as frentes que chegam quase semanalmente com ventos de 45 nós ou mais. Apenas a previsão de ventos acima dos 50 nós fará com que as aulas sejam restritas ao porto.


Quando trabalhei em colaboração com a Elvström, em Cannes (sul da França) vi famílias felizes velejando lampeiras com um mistral de 30-35 nós comendo solto. Se não se tivessem acostumado a velejar nessas condições iam engordar de tanto comer pan bagnat (ou pain bagnat, como queira) nos barzinhos de orla esperando ventar apenas 12 nós... Aqui no Brasil o vento também cria boas escolas. Cabo Frio é uma dela. Lá eu muitas vezes velejei em garoto com vento de 30-35 nós. Na época não parecia tanto pois a gente estava acostumada. Agora sei que era vento que faria "arregar" a maior parte dos meus colegas velejadores. Mas não havia heroismo nenhum nas nossas velejadas juvenis. É que a gente tinha que velejar com todo aquele vento ou ficar em terra... acabamos por nos acostumar.

afazzini escreveu:
Eu sou um dos que ainda considero ventos de 25 nós uma ventania, mas sei que isto é uma visão particular e inexperiente. Também falta capital para investir agora, mas a idéia é ter um barco completinho para enfrentar ventos mais fortes com segurança.
O investimento para se velejar com segurança em "vento forte brasileiro" não é nenhum prodígio. Aliás, é pequeno. O importante é você se dar conta de dois pontos:

1) Quando você tiver os equipamentos e velas corretos a velejada com vento mais forte poderá ser de puro-prazer.
2) Para se aprender a velejar em ventos fortes é preciso não fugir deles (recomendação dos Pardey)

SDS

Arnaldo Andrade

_________________
Velas Cognac
33 Anos de Brasil
adrianno@openlink.com.br


Editado pela última vez por arnaldo em Qua Mar 31, 2010 2:37 pm, no total de 2 vez

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Seg Mar 29, 2010 1:20 pm 
Offline
Novato

Data de registro: Qua Fev 24, 2010 4:46 pm
Mensagens: 3
Arnaldo, obrigado pela resposta. A minha maior dúvida era se eu tivesse um enrolador não precisaria trocar de vela num vento mais forte, mas pelo que você falou não é bem assim...terei que trocar de vela assim mesmo. Com o enrolador me parece mais dificil. Como prezo pela segurança, finaceiramente a minha melhor opção é ter mais velas no barco.
Aproveitando a experiencia e paciencia do amigo vou lhe fazer mais umas pergutas...
O que seria uma BUJA DE TRABALHO?
Uma Buja de 150 seria em qual velocidade de vento?
135?
100?
75?
Obrigado e bons ventos.
Cardozo.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Seg Mar 29, 2010 4:56 pm 
Offline
Usuário primeira classe

Data de registro: Sex Mai 13, 2005 10:39 pm
Mensagens: 2825
Localização: Itaboraí, RJ
Caro Cardozo, caros colegas,

Essa questão da genoa de enrolar e vento forte tem relevância e foi bom a gente ter falado um pouco sobre isso aqui no fórum.

cardozo escreveu:
A minha maior dúvida era se eu tivesse um enrolador não precisaria trocar de vela num vento mais forte, mas pelo que você falou não é bem assim...terei que trocar de vela assim mesmo. Com o enrolador me parece mais dificil. Como prezo pela segurança, finaceiramente a minha melhor opção é ter mais velas no barco.


Pois é. Há uma crença, bastante difundida, de que não se precisa trocar de vela de proa quando se tem enrolador. Como foi visto mais acima, a crença não procede. É bem verdade que o recurso do "estai largável" permite envergar velas de proa menores sem se retirar a genoa grandona mas o fato é que sem velas de proa pequenas (e uma forma segura de envergá-las) o barco estará sempre em risco de acidente grave. Num barco de 27 pés, com tripulação razoavelmente hábil, a minha opção ainda seria por três velas de proa: genoa de grande porte, buja 100% (ou uma buja de trabalho um pouco menor) e uma buja de mau tempo. Essas definições não são "fechadas" mas logo abaixo você encontrará uma figura e um texto em que tento explicar essa nomenclatura.
cardozo escreveu:
Aproveitando a experiencia e paciencia do amigo vou lhe fazer mais umas pergutas...
O que seria uma BUJA DE TRABALHO?
Uma Buja de 150 seria em qual velocidade de vento?
135?
100?
75?
Obrigado e bons ventos.
Cardozo.

Imagem

A "buja de trabalho" (working jib) é a que vai mostrada em perfil azul no lado direito da figura. Mas para a gente entender as dimensões, comecemos pelo lado esquerdo. Ali você vê duas medidas anotadas (J e LP), J é a distância horizontal da face dianteira do mastro até o pé do estai de proa. LP é a medida de uma perpendicular tomada do punho de escota da vela de proa (no caso, uma genoa) até a testa da vela. O que a gente costuma chamar de genoa 1 é a genoa que tem LP valendo 1,5 vezes o valor de J. Por isso é que ela também é chamada de genoa 150%. O pontilhado azul mostra o perfil de uma genoa 2, um pouco menor mas que ainda ultrapassa bastante para ré do mastro e dos brandais, fazendo o "overlapping" (superposição) característico das genoas.

No lado direito da figura a maior vela de proa mostrada é a genoa 3, também chamada de buja 100% porque seu LP é próximo de J. Daí em diante temos, grosso modo, três velas de proa de tamanho menor:

- a buja de trabalho, com LP de 75% do valor J (azul)
- a buja de mau tempo, com LP de 50% do valor J (laranja)
- a buja de temporal (storm jib) com LP de apenas 25% do valor J (vermelho)

A testa da buja de trabalho costuma ser um pouco menor do que a testa da buja 100%. A buja de mau tempo e a buja de temporal têm testas ainda menores. Tudo isso no intuito de realmente produzir velas que possam fazer frente a ventos gradativamente mais fortes.

No seu barco (Velamar 27) e também nos Brasilia 27, Sirius 27 e assemelhados a genoa 1 costuma ser usada até 12 nós, a genoa 2 vai dos 10 aos 18 nós e a três pode subir com 15 e descer com 25 nós. Naturalmente que o grande também vai sendo paulatimente rizado. A buja de trabalho sobe com 20-25 nós, dependendo do mar e desce com 35 nós. A buja de mau tempo vai de 30 a 45 nós e a storm jib sobe acima dos 45. Esses são números amplos e cada barco, cada mar e cada tripulação pedem antecipação ou permitem que se use velas maiores em vento mais forte. Mas nunca se pode desprezar inteiramente esses valores, isto é, não se pode andar de genoa 2 com 35 nós de vento, por exemplo.

No seu caso (vela de cruzeiro) eu teria uma genoa 130% (genoa 2), uma buja 100% (ou, dependendo de onde você for velejar, uma buja de trabalho) e uma buja de mau tempo. Na costa sudeste uma "storm jib" de verdade é pequena demais e não perigava não conseguir fazer andar o barco num contravento folgado de 40 nós. A maior parte das velas que nós, velejadores, chamamos de ‘storm jibs" são, na verdade, velas de mau tempo com quase o dobro da área de uma genuína storm jib. Isso quando não são bujas de trabalho...

Espero poder ter ajudado,

Arnaldo Paes de Andrade

_________________
Velas Cognac
33 Anos de Brasil
adrianno@openlink.com.br


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Seg Mar 29, 2010 8:39 pm 
Offline
Novato

Data de registro: Sex Jul 25, 2008 11:28 am
Mensagens: 12
Cardozo e amigos. Na minha opinião o enrolador de genoa é uma "mão na roda" nos veleiros de cruzeiro (acredito ser seu caso). Tem o incoveniente de ser mais difícil a troca da vela em ventos fortes mas, no barco sem enrolador, com vento e mar agitado também não é tarefa fácil se o proeiro não for safo. A grande vantagem é a facilidade da velejada em solitário ou com tripulação sem experiência.
Em um barco como o seu, com enrolador e genoa 2, pode ter certeza que ficará muito melhor e mais fácil de velejar. Vale a pena o investimento na minha opinião.
Abraço a todos.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Seg Mar 29, 2010 9:38 pm 
Offline
Usuário primeira classe

Data de registro: Sex Mai 13, 2005 10:39 pm
Mensagens: 2825
Localização: Itaboraí, RJ
Kobarg,

A sua solução é interessante mas a maior parte dos velejadores de cruzeiro-curto parece não se preocupar com ventos mais fortes, tipo 30 ou 35 nós. Não obstante essas condições, embora raras na região sudeste, apresentam-se um dia a quase todos os velejadores. Em quarenta anos velejando aconteceram comigo muitas vezes (mas pode ser que eu seja azarado). Nessas condições acho que falta alguma coisa na sua solução.

SDS

Arnaldo Andrade

Cardozo: Há uma mensagem privada para você.

_________________
Velas Cognac
33 Anos de Brasil
adrianno@openlink.com.br


Editado pela última vez por arnaldo em Ter Mar 30, 2010 9:12 pm, num total de 1 vezes

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Ter Mar 30, 2010 11:48 am 
Offline
Novato

Data de registro: Qua Fev 24, 2010 4:46 pm
Mensagens: 3
Amigos, obrigado por esclarecerem minhas duvidas. Agora está um pouco mais facil para encomendar velas novas.
Um pouco...por que agora vem outra duvida!! Vela leve ou pesada???
Seria uma vela 150% leve para ventos até 12 nós e uma genoa menor ( 100% ) mais pesada?
Existe uma tabela para definir a gramatura do tecido? 3 oz ...5 oz...7oz...?
Obrigado e bons ventos.
Cardozo.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Ter Mar 30, 2010 9:11 pm 
Offline
Usuário primeira classe

Data de registro: Sex Mai 13, 2005 10:39 pm
Mensagens: 2825
Localização: Itaboraí, RJ
Caro Cardozo,

Vou tentar rápidas respostas às duas perguntas. Talvez os colegas possam acrescentar mais detalhes.

> Amigos, obrigado por esclarecerem minhas duvidas.
> Agora está um pouco mais facil para encomendar velas novas.
> Um pouco...por que agora vem outra duvida!! Vela leve ou pesada???
> Seria uma vela 150% leve para ventos até 12 nós e uma genoa
> menor ( 100% ) mais pesada?


Vai depender do vento dominante da região, do peso que você costuma embarcar, do número de tripulantes e até do seu desejo de ter um barco com bom desempenho. No Rio, em Angra, em Ubatuba, em Paranaguá e da Babitonga (Joinville) imperam os ventos fracos e moderados. Como o seu barco (Velamar 27) de projeto já não tem muito pano é possível que uma genoa 150% seja uma boa opção, naturalmente em “dobradinha” com uma vela menor (genoa 100%) e uma vela de mau tempo. A genoa 150% pode ser leve porque você vai ter mesmo que trocá-la quando o vento chegar aos 12 nós mais ou menos.

Mas se você vai ligar motor no vento muito fraco ou se vai velejar em regiões que tenham mais vento talvez a opção seja uma genoa 125% fazendo dobradinha com uma buja de trabalho e, sempre, a buja de mau tempo. Nesse caso você logo vai sentir necessidade de uma vela de vento folgado. De fato, com vento um pouco mais fraco o barco vai se ressentir de falta de pano no través, piorando na alheta. A boa solução parece ser, hoje, o spinnaker assimétrico (gennaker). Mas já estamos enveredando por outro caminho.

Nos dois parágrafos anteriores estou supondo que você tenha optado por velas de proa de mosquetão. O raciocínio acima mostrado não é diferente para a genoa 150% de enrolador. Muda, porém, com a genoa 2 de enrolar; de construção mais robusta e com a opção de enrolar essa genoa lhe permite dispensar a buja de trabalho. Mas não a buja de mau tempo.

Depois você perguntava:

> Existe uma tabela para definir a gramatura do tecido? 3 oz ...5 oz...7oz...?

Não existe. O peso do tecido é só uma “primeira aproximação”. A qualidade do tecido e o layout escolhido podem permitir ora a construção de velas formidáveis, resistentes e leves, ora a construção de velas medíocres. As tabelas que algumas vezes nos apresentam precisam, então, ser compreendidas à luz da qualidade dos fios e da tecelagem do tecido assim como do layout empregado. Em geral essas tabelas para pouco servem além de aplacar a curiosidade dos leituros. Exemplo: Uma genoa 125% feita para seu barco em tecido chinês e layout paralelo de tecidos (crosscut) pode ser feita em tecido de 7 onças e mesmo assim em pouco tempo estará gorda e deformada. Essa mesma vela feita em Dacron um pouco melhor (nacional de 7 onças) e corte tri-radial vai passar mais tempo sem engordar, ainda que vá-se estirar permanentemente ao longo das arestas (isto é, crescer linearmente). Finalmente, a mesma vela feita em Dacron 245 HTP Square da Dimension e corte tri-radial será uma vela soberba, com 5,6 onças, grande desempenho e pequeno estiramento permanente. Em Prolam tri-radial camada dupla ela teria o desempenho da vela de HTP Square mas o peso estaria perto do conseguido com o tecido nacional (a camada dupla de Prolam resulta numa vela com peso específico em torno de 7,6 onças). Em geral as tabelas dos arquitetos navais sugeriam pesos de Dacron de primeira linha usados em layouts paralelos (crosscut). É algo que está caindo em rápido desuso, junto com os layouts paralelos e, em muitos casos, junto com o próprio Dacron (dinossauro simpático mas, ainda assim, dinossauro).

A escolha do peso e das características do tecido deve ser do fabricante da vela, mais do que do velejador. Este tem que passar ao mestre-veleiro o que ele deseja fazer com as velas e o barco e, muitas vezes, quanto deseja gastar. Cabe ao mestre-veleiro cuidadoso escolher o tecido e as técnicas construtivas que lhe permitam oferecer ao cliente velas com boa relação custo-benefício. Esse é um caminho mais lógico porque cada parte opina em sua própria seara.

Cordialmente,

Arnaldo Andrade

_________________
Velas Cognac
33 Anos de Brasil
adrianno@openlink.com.br


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Qui Abr 01, 2010 6:18 pm 
Offline
Usuário primeira classe
Avatar de usuário

Data de registro: Seg Mar 13, 2006 3:18 pm
Mensagens: 506
Localização: São Paulo - SP
Deixa eu dar um pitaco:

Já pensou em fazer um downhaul?

veja:

Imagem

mais detalhes aqui:http://www.thevirtualboatyard.com/captn-pauleys-sketchbook/

Imagem

ou no livro 101 boat improvements.

edson

_________________
Edson Carli
www.talentosespeciais.org.br


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Qui Jul 15, 2010 3:27 pm 
Offline
Usuário primeira classe

Data de registro: Qua Jan 13, 2010 4:42 pm
Mensagens: 507
Localização: Santos/SP
Boas...

Vou trazer o assunto de novo à baila.

A questão é a seguinte:

Consegui em enrolador de genoa nautos cód.96134 , novo, por um preço interessante e acabei comprando para instalar no meu veleiro, um Rio 20.

Ele não tem adriça nem foil, e com ele não vem nenhuma nota explicando o funcionamento ou coisa do tipo. O manual da nautos só aborda os enroladores maiores. Pelo que eu entendi e pesquisando sobre o assunto (a referência mais imediata é o da Herken - Small Boats) e após abandonar várias traquitanas para fazer a vela subir e descer, cheguei a algumas conclusões/dúvidas.

1. Desisti de arrumar um sistema para permitir que a vela suba e desça como em um enrolador normal. Se alguem tiver uma ideia, eu volto a pensar no assunto!

2. A vela vai subir com um cabo de aço 8mm "por dentro" da testa, sendo que esse cabo será - por coincidência - o próprio estai de vante. Para dar "tensão", no tope da genoa vai um cabo de spectra 6mm, que passa pelo pino do enrolador que se conecta ao estai e vai lá para baixo, rente à testa, onde enfim encontra uma redução 3x1. Espero que com esse arranjo eu não vá me matar!

3. O que tem me tirado o sono é que esse arranjo é meio permanente demais para o meu gosto. Então, estou inclinado a fazer o seguinte e peço opiniões de vocês que são mais experientes:

a. Para a "condição de vela" permanente vou mandar fazer uma genoa 120% ou até 100%, pois não a acho nem grande nem pequena demais (não vou correr regatas). A que veio com o barco é uma 150%, que mesmo aqui para o Sudeste (Santos) me parece pano demais lá para cima, ainda mais se o arranjo é meio definitivo.... O que vcs acham?

b. Consultando sobre o tal enrolador sem foil, vi que a Harken diz que ele não pode ser usado para rizar a genoa, pq não tem foil.Alguém sabe a explicação técnica disto (Não é indireta para o Arnaldo, rs). Eu sou uma besta e já velei assim mesmo, com a tal genoa 150 enrolada um tanto e estou aqui para contar a história (mas, crianças, não repitam isso em casa!).

c. No dia que o ventão passar do normal, eu espero estar em casa. Mas, se eu não estiver, vou colocar o tal do estai volante, para subir um pano menor. Seria esse a storm ou uma vela intermediária, eis a questão?!

c. O meu "plano perfeito", porém, me tira pano nos ventos folgados... claro que uma genneaker resolve... Mas ai eu não me pergunto se não é melhor comprar um enrolador com foil, colocar uma genoa grande e que aguente ser rizada nele e pronto...

ALguém se habilita??!

BV

Juca Andrade
Santos/?SP

_________________
Juca Andrade
Santos/SP

CURSO DE VELA OCEÂNICA EM GUARUJÁ E UBATUBA/SP
http://cuscobaldoso.com


Editado pela última vez por JAndrade em Ter Mar 15, 2011 9:40 pm, num total de 1 vezes

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Enrolador de Genoa ?
MensagemEnviado: Qui Jul 15, 2010 5:38 pm 
Offline
Usuário primeira classe
Avatar de usuário

Data de registro: Seg Mar 13, 2006 3:18 pm
Mensagens: 506
Localização: São Paulo - SP
Olá, no meu humilde modo de ver, este modelo "endless" é mais aplicado para o balão que para a genoa, dai a dificuldade de adaptação.

veja neste site :http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://www.mauriprosailing.com/images/177w/facnor-177w.jpg&imgrefurl=http://www.mauriprosailing.com/Facnor/Facnor-Gennaker-Furlers.htm&usg=__45lNUBTvTCKlS41TgFbgNcpZ2Xc=&h=220&w=177&sz=45&hl=pt-BR&start=32&um=1&itbs=1&tbnid=mVWI-TzLbmNCBM:&tbnh=107&tbnw=86&prev=/images%3Fq%3Dendless%2Bfurling%2Bsystem%26start%3D20%26um%3D1%26hl%3Dpt-BR%26safe%3Doff%26sa%3DN%26rlz%3D1R2GGLL_pt-BRBR334%26ndsp%3D20%26tbs%3Disch:1

De qualquer forma, vejo que o sistema fica mesmo "fixo" e a única forma de não ser é fazendo como eu tinha no meu velho cruiser:

1 - monte a genoa com garrunchos no estilo mais tradicional possível;
2 - no ditorcedor do tope, coloque uma manilha e um moitão que fará subir e descer uma falsa adriça
3 - na base giratória, coloque outra manilha para matar a adriça quando a vela estive montada.

quando o conjunto girar, como a vela está presa no moitão e na manillha, ele deve girar junto com o estai de proa.

se precisar, me mande uma mensagem privada e te passo um croqui da idéia.

edson

_________________
Edson Carli
www.talentosespeciais.org.br


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Mostrar mensagens anteriores:  Organizar por  
Criar novo tópico Responder Tópico  [ 19 Mensagens ]  Ir para a página 1, 2  Próximo

Todos os Horários estão como UTC - 2 horas


Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 7 visitantes


Você não pode criar novos tópicos neste fórum
Você não pode responder tópicos neste fórum
Você não pode editar suas mensagens neste fórum
Você não pode excluir suas mensagens neste fórum
Você não pode enviar anexos neste fórum

Procurar por:
Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group
Traduzido por phpBB Brasil